Guia de condução da Bolívia

Guia de condução da Bolívia

Explore a Bolívia dirigindo com a Permissão Internacional para Dirigir.

2021-04-09 · 9 min de leitura
dirigir na Bolívia

A Bolívia possui uma ampla gama de experiências - da cultura aos locais do Patrimônio Mundial da UNESCO, a alguns dos melhores fenômenos naturais, às reservas florestais e muito mais. Aventura espera! Enquanto você visita este país sul-americano. Além disso, roupas coloridas e nativas ainda estão sendo usadas pelos indígenas. Os povos indígenas na Bolívia representam cerca de dois terços de sua população.

A Bolívia é conhecida por suas enormes salinas ou o que eles chamam de Salar de Uyuni. Mas você sabia que a Bolívia é mais do que este fenômeno incrível? Este país oferece aventura nas montanhas, e você pode até fazer seu passeio pela Amazônia aqui.

Informações gerais

Como qualquer outro turista, além das oportunidades impressionantes de fotos, você gostaria de vivenciar a cultura da Bolívia. Com sua história colorida, vida selvagem diversificada, paisagens pitorescas, costumes fascinantes e atividades de aventura, você não vai querer perder este país sul-americano. Além disso, não perca a comida boliviana que é uma mistura de culinária espanhola e ingredientes indígenas.

Localização geográfica

A Bolívia está localizada no centro-oeste da América do Sul. O Brasil faz fronteira com a Bolívia (norte e leste), Paraguai (sudeste), Argentina (sul), Chile (sudoeste e oeste) e a noroeste com o Peru (noroeste). Isso torna a Bolívia um dos chamados países sem litoral, pois faz fronteira com diferentes países, dificultando o acesso direto ao litoral que dá acesso aos oceanos.

Línguas faladas

A Bolívia é única na medida em que possui 37 línguas oficiais. De acordo com a constituição boliviana de 2009, o espanhol e outras 36 línguas são faladas aqui. A constituição boliviana diz que todas as línguas indígenas são oficiais, algumas delas já extintas.

O espanhol é o idioma mais usado na Bolívia, representando mais da metade de sua população. O inglês, como língua, é freqüentemente falado por poucos funcionários e empresários em centros comerciais. Também pode ser útil aprender algumas frases simples em espanhol.

Área de pouso

A Bolívia é considerada o quinto maior país da América do Sul, com uma área de 1.098.581 km2. A região montanhosa do oeste da Bolívia constitui um importante centro econômico e político. A Bolívia é dominada por duas grandes cadeias paralelas - a leste está a Cordilheira Ocidental, onde numerosos vulcões e o Salar de Uyuni podem ser vistos. Enquanto a leste está a Cordilheira Oriental, você pode ver a Cordilheira Real dos Andes. Com o tamanho da Bolívia, com certeza você encontrará diversos destinos que despertarão sua paixão por viagens.

História

O nome Bolívia veio de um líder venezuelano nas guerras de independência hispano-americanas, Simon Bolivar. Os bolivianos estiveram sob domínio espanhol por quase 300 anos, até que declararam independência em 1809. Eles se tornaram a República da Bolívia em 6 de agosto de 1825, após lutar novamente contra os espanhóis por mais 16 anos.

A Bolívia forneceu à Espanha imensa prata e latas, apesar de sua situação econômica em certo período da história. No entanto, tem uma história rica por ser o centro do antigo Império Tiwanaku e do Império Inca nos séculos XV e XVI. No século 20, a Bolívia foi repleta de revoluções e turbulências - de mudanças de liderança a governos, tentativas de democracia e golpes militares.

Governo

A Bolívia segue a estrutura de uma república democrática representativa presidencial. O presidente atua como chefe de estado, governo e de um sistema multipartidário diversificado. O governo exerce o poder executivo, enquanto o poder legislativo é investido nas duas câmaras do parlamento e no governo. Enquanto isso, os poderes judiciário e eleitoral são independentes dos poderes executivo e legislativo.

Turismo

2019 foi um ano um pouco turbulento, pois os protestos contra a fraude eleitoral foram conduzidos em algum momento de outubro a novembro. Mesmo assim, o país registrou 1,48 milhão de turistas estrangeiros. Um pouco superior ao de 2018, que teve apenas 1 milhão de turistas visitando a Bolívia. Com base nos dados das Nações Unidas (ONU), a Bolívia tinha uma população estimada de 11 673 021 em 2020. Isso equivale a 0,15% da população mundial.

Alugando um carro na Bolívia

Imagine visitar e explorar as maravilhas da Bolívia em seu conforto e dirigir na Bolívia, ver a ilha e destinos de cair o queixo e testemunhar sua cultura, história e paisagens. A primeira coisa que vem à mente é o seu meio de transporte. O melhor é alugar um carro na Bolívia. Aqui estão algumas dicas que você pode precisar ao alugar um carro aqui.

Locadoras de veículos

Alguns turistas preferem alugar um carro e têm a liberdade de administrar seu tempo durante a viagem. Dirigir pelas estradas bolivianas pode ser um pouco mais desafiador do que você esperava. Por isso, é melhor procurar locadoras de veículos que possam ajudá-lo a escolher o melhor carro para usar com base em seu itinerário. Uma das locadoras de veículos mais acessíveis na Bolívia é a Europcar. Eles também estão localizados nas principais cidades da Bolívia e oferecem até mesmo traslado do aeroporto.

A Hertz é outra locadora de veículos para dirigir na Bolívia, com unidades em Santa Cruz, Copacabana, Samaipata, La Paz, Uyuni, Villa Tunari e Coroico, Sucre, Cochabamba e Tarija. A maioria das locadoras de veículos oferece negócios diferentes, dependendo de suas preferências. Antes de dirigir na Bolívia, peça um orçamento para um pacote de carro para que você tenha opções e possa definir seu orçamento para isso.

Documentos necessários

O motorista deve apresentar carteira de motorista nativa válida, a qual tenha sido usada por no mínimo 2 anos. Se sua carteira não estiver no idioma usado em seu país de destino ou se sua carteira não estiver no alfabeto romano, você deve apresentar sua Permissão Internacional de Motorista junto com sua carteira de motorista local. Algumas locadoras de veículos também pedem seu passaporte, um cartão de crédito pessoal e um passaporte de confirmação de reserva.

Tipos de veículos

Algumas estradas na Bolívia são pavimentadas e muitas não. Os turistas que planejam dirigir pelas principais cidades da Bolívia podem usar carros compactos e médios. A Bolívia é considerada uma das maiores elevações da América do Sul. Para quem dirige fora do metrô, é melhor obter um SUV ou outro veículo com tração nas quatro rodas. Os carros com tração nas quatro rodas são melhores quando você está atravessando estradas de terra fora das grandes cidades.

Além de dirigir sozinho na Bolívia, os pacotes de aluguel de automóveis oferecem motoristas que podem levá-lo a outros lugares, especialmente aqueles que não estão familiarizados com as estradas bolivianas. Existem ofertas de aluguel de carros baratos na Bolívia, mas certifique-se de examinar suas inclusões e verificar se há possíveis taxas ocultas. É melhor experimentar conforto e acessibilidade em um pacote. Com isso, você poderá aproveitar ao máximo sua viagem à Bolívia.

Custo de aluguel de carro

As taxas iniciais geralmente incluem quilometragem ilimitada, impostos locais e seguro de responsabilidade civil contra terceiros. Os complementos incluem serviços de coleta e entrega, cobertura adicional no seguro do seu carro, GPS, assentos de carro e outros equipamentos que você possa precisar para garantir uma viagem segura e agradável. Um custo adicional será cobrado em seu pacote quando você quiser alugar um motorista em vez de dirigir sozinho na Bolívia.

Os custos do aluguel de automóveis variam de empresa para empresa. Depende também da inclusão do pacote de cada negócio. Aqui estão alguns preços estimados de aluguel para diferentes tipos de veículos que você pode alugar na Bolívia.



  • Economia: $ 41 / dia
  • Compacy: $ 58 / dia
  • SUV: $ 49 / dia
  • SUV premium: $ 115 / dia
  • SUV compacto: $ 92 / dia
  • SUV padrão: $ 69 / dia
  • Van de passageiros: $ 81 / dia
  • Mini: $ 33 / dia

Requisitos de idade

A maioria das locadoras de veículos permite que maiores de 25 anos aluguem um carro. Os motoristas de 21 a 24 anos podem alugar um carro, mas devem pagar taxas locais adicionais. Algumas locadoras de veículos também limitam os jovens de 21 a 24 anos com relação ao tipo de veículo que podem alugar. Para motoristas adicionais, eles devem ter pelo menos 25 anos de idade.

Custo do seguro automóvel

Uma das principais coisas que você deve verificar ao alugar um carro na Bolívia é a inclusão do seguro automóvel. A maioria das locadoras de veículos inclui seguro de responsabilidade civil no pacote. Isso significa que a locadora pagará as indenizações de terceiros em caso de acidente.

Algumas locadoras de veículos oferecem outros seguros, como proteção contra roubo, caso seu carro seja roubado durante a viagem. Outro é o Collision Damage Waiver (CDW), quando você acidentalmente danifica seu veículo por sua culpa. Eles podem ser adicionados assim que você solicitar à empresa os orçamentos dos pacotes de aluguel de automóveis antes de dirigir na Bolívia.

Apólice de seguro automóvel

Todo pacote de aluguel tem seguro obrigatório de responsabilidade civil contra terceiros. Além disso, existem coberturas adicionais que você pode querer adicionar antes de usar o carro. Aqui estão as apólices de seguro de automóveis que as locadoras oferecem como um complemento.

  • Proteção Contra Danos por Colisão: A apólice cobre o custo dos danos causados ao veículo que ultrapassem o valor excedente. No entanto, isso não cobre qualquer perda de objetos de valor dentro do veículo.
  • Proteção Contra Roubo: Esta apólice de seguro cobre você pela perda do veículo, danos por tentativa de roubo ou se o veículo estiver sujeito a um ato de vandalismo enquanto o veículo for deixado estacionado sem vigilância.
  • Assistência rodoviária: A locadora irá fornecer-lhe assistência rodoviária 24 horas por dia, 7 dias por semana, em caso de avaria do veículo devido à utilização do combustível errado, quebra ou perda das chaves do veículo, bem como danos nos pneus.
  • Proteção contra acidentes pessoais: O locatário pode reclamar o custo financeiro de quaisquer consequências potenciais resultantes de ferimentos ou morte que ocorram durante a condução do veículo alugado. Além do motorista, em caso de acidentes, a locadora também indenizará as necessidades médicas do passageiro.
Road-Rules-Bolivia-Sergio-Arze

As regras da estrada na Bolívia

Os sinais de trânsito podem ser os mesmos de um país para outro, mas é melhor estar familiarizado com as regras de trânsito de um país que você está prestes a visitar. Dessa forma, diminuirá a pressão de dirigir em estradas estrangeiras. Aqui estão algumas coisas essenciais que você deve saber enquanto dirige na Bolívia.

Regulamentos importantes

As regras de trânsito ao dirigir na Bolívia se aplicam a moradores e turistas. Você deve ter pelo menos 21 anos para dirigir legalmente nas estradas bolivianas. Você deve ter sua carteira de motorista válida e seu IDP para dirigir. Abaixo estão algumas regras e lembretes essenciais para orientá-lo:

Dirigir bêbado

Motoristas bêbados costumam acontecer durante as férias na Bolívia, por isso, se você viajar de férias, tome muito cuidado. O teor de álcool no sangue do seu corpo não deve ser superior a 0,05%. Se você for flagrado pelas autoridades embriagado ao dirigir, terá que pagar a multa correspondente e uma noite de prisão pela primeira infração. E confisco de sua licença por sua segunda ofensa. Não estrague sua viagem. Se você quiser beber, faça-o com responsabilidade.

Sinais de viragem em uma interseção

Ligar os sinais de trânsito em seu carro é uma precaução de segurança essencial que permite que você comunique suas intenções a outros motoristas. Você deve virar os sinais ao virar à esquerda ou à direita em um cruzamento, entrar em uma via de acesso ou estacionamento, mudar de faixa, ultrapassar e sair da rotatória. Certifique-se de ligar o sinal o mais cedo possível. Isso é para informar aos outros motoristas que você está fazendo uma mudança na estrada.

A lei boliviana determina que todos os veículos devem usar suas buzinas em curvas, cruzamentos, encostas e estradas de montanha. No entanto, buzinas de carros são proibidas na Bolívia durante a noite nas cidades urbanas. Durante o dia, as buzinas são utilizadas apenas em casos de emergência e quando o motorista não tem outra saída para evitar acidentes.

Estacionamento

Evite estacionar o seu carro nas ruas durante a noite. Se o seu hotel não possui garagem, certifique-se de encontrar uma área bem iluminada. Embora haja algumas áreas na Bolívia onde você pode estacionar na rua, apenas certifique-se de que não esteja a menos de 16 pés de uma esquina ou cruzamento. Também é proibido estacionar a menos de 10 metros das portas de entrada de igrejas, hospitais, clínicas, teatros e instituições de ensino durante o horário comercial. Procure sinais de estacionamento na área para sua orientação.

Certifique-se de que você e seu veículo estejam em boas condições antes de dirigir

Antes de pegar a estrada, verifique se o veículo que você está utilizando está matriculado e deve estar em boas condições. As estradas na Bolívia podem ser desafiadoras, especialmente nas áreas rurais, então certifique-se de que seus freios e buzinas estejam funcionando. Não se esqueça de verificar se os espelhos retrovisores, matrículas, faróis do carro estão funcionando e se os vidros do carro estão limpos.

Também pode ser útil trazer dispositivos de alerta antecipado em caso de acidentes. Pneus sobressalentes, ferramentas de carro e gasolina extra, apenas se você ficar sem gasolina no meio do nada. O preço do gás da Bolívia é justo. Claro, você pode ter um GPS como um complemento para o seu aluguel de carro, mas se você for o tradicional enquanto dirige na Bolívia, pode optar por trazer um mapa.

Limites de velocidade

Os limites de velocidade na Bolívia são relativamente baixos devido às más condições da infraestrutura rodoviária do país. Quando você está dirigindo em estradas urbanas, a velocidade do seu carro não deve ser superior a 50KPH. Em estradas rurais, o limite de velocidade é de 70 km / h. A Bolívia não possui radares para rastrear os veículos, mas as autoridades prenderão motoristas que violarem as regras de limite de velocidade. É aconselhável seguir os limites de velocidade ao dirigir na Bolívia para evitar acidentes rodoviários. Além disso, você pode ser multado por não seguir os limites de velocidade.

Leis do cinto de segurança

O uso de cintos de segurança não é obrigatório na Bolívia. Poucos motoristas e passageiros colocam cintos de segurança enquanto viajam, mas é aconselhável que o motorista e o passageiro usem cintos de segurança para sua segurança. Além disso, não há muitos bebês andando de carro na Bolívia. A atual lei de assentos infantis exige que as crianças sejam restritas a assentos infantis. Portanto, se você estiver dirigindo com um bebê na Bolívia, pode muito bem adicionar uma cadeirinha de carro como complemento ao alugar um carro.

Instruções de direção

As estradas bolivianas podem ser consideradas uma estrada menos percorrida principalmente por causa das muitas estradas não pavimentadas que conduzem a seus destinos. Apesar disso, o país mantém um sistema de rodovias que liga as principais áreas urbanas. Ao dirigir na Bolívia, você pode esperar passar por várias rodovias na fronteira de La Paz-San Bora-Trinidad, Oruro-Sucre-Potosi-Chile e muito mais.

Sinais de trânsito

Ao dirigir na Bolívia, não há muita diferença na sinalização de tráfego rodoviário em relação aos países vizinhos. No entanto, vale a pena conhecer as placas de sinalização da Bolívia antes de embarcar em sua aventura. Os sinais de trânsito a seguir são quase iguais aos que você vê em outros países. Esteja atento, pois algumas estradas na Bolívia não têm placas de sinalização, então você precisa ter cuidado ao dirigir.

  • Para os sinais de aviso de trânsito: aviso de obras à frente, aviso de superfície da estrada ruim, semáforo à frente
  • Para sinais de trânsito prioritário: pare, estrada prioritária à frente, rotatória à frente
  • Para a sinalização obrigatória: limite de velocidade, passe apenas à direita, faixa obrigatória para ônibus

Direito de passagem

Os pedestres bolivianos sempre têm prioridade. Ao dirigir em um cruzamento na Bolívia, um veículo que se aproxima pelo lado direito tem prioridade. É proibido usar o brilho ao dirigir na Bolívia. Esteja atento aos sinais de trânsito nas estradas e cruzamentos e também aos sinais de trânsito, pois também comanda a prioridade de passagem em algumas áreas do país.

Para os bolivianos, pode-se dirigir legalmente até completar 18 anos. Para turistas, você deve ter no mínimo 21 anos. Você também deve ter sua carteira de motorista válida sempre que dirigir pela Bolívia.

Leis sobre ultrapassagem

As ultrapassagens podem ser uma das causas dos acidentes rodoviários. Na Bolívia, não existem políticas específicas de ultrapassagem, mas você deve estar atento ao seu entorno ao dirigir, verificar sua janela e retrovisores se quiser ultrapassar e quando houver alguém que queira ultrapassar. Alguns usam a buzina dos carros nas ultrapassagens, mas observam que o toque da buzina, principalmente em áreas urbanas, é proibido.

Existem algumas áreas na Bolívia onde uma faixa de ultrapassagem está sendo colocada. Uma delas fica na Estrada Yungas do Norte ou conhecida como a famosa 'estrada da morte' da Bolívia. Esta é uma estrada movimentada, pois é uma das estradas que ligam La Paz à região de Yungas na Bolívia. Uma faixa de ultrapassagem foi colocada para atender ao número de veículos que passam, de caminhões a ônibus e automóveis, e para diminuir os acidentes.

Lado de Condução

Seu carro deve estar do lado direito da estrada ao dirigir na Bolívia. Pode ser útil para turistas de um país que dirige corretamente, então os ajustes não seriam tão difíceis. Você não precisa se preocupar; você está acostumado a dirigir do lado esquerdo da estrada. Ao longo de sua viagem, você conhecerá as condições e regulamentos das estradas da Bolívia. Você deve observar que o não cumprimento desta regra de trânsito pode levar a acidentes graves.

Etiqueta de direção na Bolívia

Acontecimentos infelizes podem surgir em seu caminho enquanto você dirige na Bolívia. De acidentes rodoviários graves a pequenos. As outras partes podem ser culpadas em algum momento, portanto, além da sua presença de espírito, você também precisa ser educado e cortês o suficiente para conversar com outros turistas e moradores locais enquanto estiver nas estradas bolivianas.

Avaria no carro

Veículos quebrados são frequentes na Bolívia, especialmente quando você se dirige a uma área montanhosa do país, onde estradas não pavimentadas e buracos tornam a condução difícil. Quando, inesperadamente, seu carro quebra no meio de sua direção, certifique-se de posicioná-lo na berma da estrada, possivelmente o mais longe possível da faixa de rodagem. Você chama a polícia ou a equipe de emergência para ajudá-lo a consertar o carro.

Enquanto espera por ajuda, certifique-se de exibir os dispositivos de alerta antecipado que você trouxe antes de iniciar sua viagem. Veículos avariados e não estacionados corretamente na beira da rua, sem sinalização de alerta, são perigos frequentes na via, principalmente durante a noite. Esteja atento ao que está ao seu redor também. Se você veio do nada, não saia imediatamente do carro e espere a chegada do atendente.

Polícia pára

As fiscalizações policiais são frequentes na Bolívia. Se as autoridades solicitarem que você encoste, faça isso. Não saia correndo; eles podem pensar que você está escondendo algo das autoridades. Certifique-se de ter seus documentos com você - sua carteira de motorista nativa, seu IDP, passaporte e outros documentos de viagem que possam precisar para inspeção.

A polícia também pode pedir que você pare se tiver violado algumas regras de trânsito. Coopere com eles e fale educadamente. Pergunte a gravidade de sua violação. Você pode ser multado no local por excesso de velocidade e não trazer os documentos de viagem essenciais. Nesse caso, você deve liquidar suas multas na delegacia de polícia local dentro do prazo determinado. Nunca tente pagar em dinheiro enquanto estiver na estrada.

Pedindo direções

Pedir direções aos habitantes locais pode ajudá-lo a chegar ao seu destino mais rapidamente, especialmente em estradas desconhecidas. Às vezes, os mapas de estradas da Bolívia podem ser confusos, por isso é melhor perguntar aos habitantes locais. Esteja pronto com suas frases em espanhol, pois nem todos os bolivianos entendem inglês. Apenas alguns executivos e funcionários falam a língua inglesa. No entanto, não vai te machucar se você aprender uma coisa ou duas sobre frases em espanhol, como fazer perguntas ou cumprimentos em espanhol. Além disso, você também deve ser educado ao pedir informações aos moradores locais. Os bolivianos retribuirão suas ações para com eles. Portanto, seja cortês e respeite os habitantes locais.

A maioria dos bolivianos fala a língua espanhola. Você pode anotar algumas frases em espanhol ao falar com os habitantes locais quando fizer perguntas ou orientações. Aqui estão as seguintes frases básicas:

  • Olá - olá
  • Bom dia - Buenos Dias
  • Boa tarde - Buenas tardes
  • Boa noite - Buenas Noches
  • Obrigado - Gracias
  • Muito obrigado - Muchas Gracias
  • De nada
  • Adeus - Adios

Pontos de verificação

Já ocorreram protestos na Bolívia, portanto, espera-se que a presença da polícia seja muito evidente. Quando você se depara com pontos de verificação, você tem que diminuir a velocidade. Mantenha seus documentos de viagem sempre disponíveis, se eles solicitarem, e não se sinta ameaçado. É um procedimento operacional padrão em pontos de verificação que eles fazem inspeções. Seja educado e não dê a impressão de que você é uma ameaça ao país. Afinal, você está aqui para curtir as belezas do país.

E se eu me envolver em um acidente durante a viagem?

Fique no local e fique calmo. Avalie a situação e, se houver feridos, peça ajuda imediatamente - pode ser a polícia (110) ou uma ambulância (118) para avisar sobre a situação. Se possível, certifique-se de posicionar o carro na lateral da estrada e acender as luzes de emergência. Além disso, use o triângulo de advertência para que os motoristas diminuam a velocidade enquanto se aproximam da área do acidente.

Sair do local do acidente é uma violação da lei boliviana. Fique calmo, principalmente quando as autoridades fizerem algumas perguntas sobre o acidente. Fugir da área onde aconteceu o acidente pode colocar o motorista e o passageiro em maior risco, especialmente se for um acidente de trânsito grave.

Posso usar meu telefone enquanto dirijo?

Um sistema viva-voz para usar telefones celulares é usado quando você deseja muito usá-lo. Ao dirigir na Bolívia, assistir a videoclipes, ligar ou enviar mensagens de texto para alguém ou verificar sites de redes sociais é ilegal. A divisão do foco entre dirigir e outras coisas pode levar a acidentes, portanto, você precisa estar atento.

Condições de direção na Bolívia

Existem regras de trânsito implementadas na Bolívia, as autoridades controlam as ruas para garantir que as regulamentações sejam implementadas. No entanto, alguns motoristas podem esquecer de seguir as regras, portanto, rotulam alguns motoristas bolivianos de serem irresponsáveis. A principal razão pela qual você tem que dirigir defensivamente na Bolívia.

Estatísticas de acidentes

De acordo com o número de mortes por acidentes de trânsito de 2018 na Bolívia, atingiu 2, 533 ou 4,06% do total de mortes. O país ocupa o 55º lugar em maior número de mortes causadas por acidentes de trânsito, com um percentual de 24,97 por 100.000 bolivianos. As estradas na Bolívia podem ser complicadas, especialmente durante a estação das chuvas, principal razão pela qual você tem que seguir os limites de velocidade e obedecer às regras das estradas para evitar acidentes.

Veículos Comuns

Além dos caminhões e ônibus que circulam nas movimentadas ruas da cidade boliviana, os SUVs têm sido o principal tipo de veículo do país. A principal razão pela qual esses tipos de veículos podem resistir a áreas acidentadas e de grande altitude. 92% dos veículos de passageiros são geralmente para uso privado, enquanto 8% são para uso público e oficial. Existem alguns carros de luxo próprios na Bolívia; no entanto, eles normalmente pertencem às elites.

Rodovias com pedágio

A maioria das estradas na Bolívia são estradas com pedágio. Esteja atento aos sinais colocados à frente de uma estação de pedágio ou estradas com pedágio. Esteja ciente das “estradas com pedágio falsas”, onde cabines de pedágio temporárias são instaladas e param o tráfego. Pare apenas nas cabines de pedágio oficiais, em sua maioria instaladas e que vão de La Paz a Oruro e Cochabamba. E nas cidades de Achica Arriba, Sica Sica Sica, San Pedro e Caracalla.

Situação da estrada

Saber a qualidade das estradas na Bolívia pode ajudá-lo a se preparar. Dizem que dirigir na Bolívia não é para medrosos. As estradas bolivianas podem ser perigosas para os turistas; no entanto, pode-se evitar problemas com o conhecimento adequado e familiarização ao explorar o país. As condições das estradas na Bolívia, especialmente fora das grandes cidades, podem ser desafiadoras. É melhor que você esteja familiarizado com as condições de direção na Bolívia e nunca se esqueça de verificar os sinais de advertência enquanto dirige.

Você pode experimentar ruas movimentadas nas principais cidades da Bolívia. Você pode ver "zebras de tráfego" nas estradas cujo papel é orientar tanto os pedestres quanto os motoristas a seguir as regras da estrada e os sinais de trânsito. Tudo começou nas ruas movimentadas de La Paz. E estendendo-o para outras cidades como Santa Cruz, Tajiri e Sucre. Essas "zebras de tráfego" podem ser úteis ao dirigir na Bolívia, especialmente em sua maior cidade, Santa Cruz. Foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade em 2014.

Cultura de condução

Os motoristas bolivianos são descritos como qualificados porque estão familiarizados com as estradas do país. Eles se orgulham de estar confiantes ao dirigir, especialmente em rotas desafiadoras. Em cidades importantes e ruas movimentadas, será muito evidente que algumas regras rodoviárias não foram seguidas, portanto, se acontecer de você dirigir nessas estradas, certifique-se de estar familiarizado com os sinais de trânsito e semáforos e dirija defensivamente. Você não quer que sua viagem seja sacrificada por não seguir regras.

Qual é a unidade para medir a velocidade na Bolívia?

Ao dirigir na Bolívia, limites de velocidade estão sendo impostos por razões de segurança no trânsito. Existem duas unidades de medida usadas para medir a velocidade, ou seja, o MPH (milhas por hora), usado por apenas 9% do mundo. Enquanto isso, KPH (quilômetro por hora) é usado por cerca de 196 países, incluindo a Bolívia. Você pode ver essas placas de limite de velocidade ao dirigir pela Bolívia e deve segui-las para não ter problemas com as autoridades.

É dirigir na Bolívia à noite?

Se você não tem pressa, não é aconselhável dirigir durante a noite. A Bolívia é um país onde viajar à noite é perigoso, portanto, todo o cuidado deve ser tomado para evitar possíveis acidentes rodoviários. Alguns veículos têm luzes suficientes para não terem luzes durante a condução, tornando difícil para outros motoristas identificá-los, especialmente em curvas cegas.

Coisas para fazer na Bolívia

Os destinos bolivianos são para as almas aventureiras. Você pode dirigir por montanhas e estradas perigosas, explorar as florestas e a vida selvagem e mergulhar na cultura boliviana. Ao chegar aos destinos depois de dirigir na Bolívia, prepare suas câmeras de vídeo e documente cada canto das atrações bolivianas.

Dirija como um turista

Você pode dirigir como turista na Bolívia. Além da carteira de motorista local, algumas locadoras podem solicitar sua carteira de motorista internacional, portanto, certifique-se de tê-la com você. Vale a pena ter seus documentos de viagem disponíveis o tempo todo quando você estiver na estrada para evitar problemas enquanto explora a Bolívia.

Trabalho como motorista

Os estrangeiros podem procurar e se inscrever para empregos como motorista na Bolívia. A indústria manufatureira da Bolívia constitui uma grande parte de seu produto interno bruto - com os principais produtos manufaturados que incluem têxteis, roupas, alimentos, bebidas e tabaco, criando oportunidades de emprego para a indústria de transporte, especificamente para motoristas de caminhão. Nesse tipo de trabalho, geralmente se ganha cerca de US $ 194 por mês. Também dependerá do nível de sua experiência.

Mas para fazer isso, você deve obter um visto de trabalho. A autorização mais comum que será emitida para você é uma Autorização de Residência Temporária. Nem mesmo trabalhe sem um visto adequado; você terá problemas se o fizer. Lembre-se de que é necessário tirar a carteira de habilitação boliviana e fazer exames práticos e médicos.

Trabalho como um guia de viagens

Existem poucos empregos flexíveis disponíveis para viajantes na Bolívia, como hotéis, albergues e turismo. A indústria de viagens e turismo é uma das áreas onde o emprego é comum. Algumas grandes empresas de viagens internacionais oferecem passeios na Bolívia, e você pode se candidatar a um emprego como guia turístico ou coordenador de turismo. É preciso conhecer a história do país e seus destinos turísticos para trabalhar com eficiência como guia turístico ou de turismo na Bolívia.

Aprender espanhol é uma vantagem quando se procura emprego na Bolívia. Você pode reservar cursos de espanhol no país para estudar o idioma. Seu salário depende muito da empresa e do seu cargo. A menos que empregado por uma empresa internacional estrangeira, os salários na Bolívia podem ser inferiores.

Candidatar-se a residência

Uma vez que você tenha sua carteira de motorista boliviana e deseje trabalhar e ficar para sempre na Bolívia, você precisa solicitar a residência. Candidatar-se a uma residência na Bolívia exige muito tempo e esforço; o mesmo vale para outros países. Existem pré-requisitos que você deve enviar. Isso inclui suas fotos, verificação de antecedentes criminais nacionais e internacionais, confirmação de residência na Bolívia, atestado médico, pedido de residência na imigração, para citar alguns.

Primeiro, você deve ter residido na Bolívia por dois anos para se qualificar para solicitar a residência. Depois de ser aprovado para residência, você terá o que eles chamam de "carnê" ou carteira de identidade boliviana.

Quais são as outras oportunidades de trabalho possíveis na Bolívia?

À medida que a indústria do turismo na Bolívia cresce, há também uma grande demanda por professores de ESL qualificados. A maioria dos cidadãos vê a importância de aprender a língua inglesa para acompanhar o progresso econômico e social. O ensino de inglês na Bolívia requer um certificado de ensino de inglês como língua estrangeira (TEFL). Normalmente, um professor de ESL ganha entre $ 400 e $ 600 por mês.

É permitido dirigir com uma licença dos EUA na Bolívia?

Se você for um cidadão americano, pode usar sua carteira de motorista dos EUA para dirigir pela Bolívia. No entanto, os turistas só podem permanecer na Bolívia por um período máximo de 90 dias. Após 90 dias, se desejar continuar dirigindo na Bolívia, atualize sua carteira com a emitida no país. Não dirija com licenças expiradas e inválidas se não quiser se preocupar em terras estrangeiras.

Um estrangeiro pode obter uma licença boliviana?

Se você quiser ficar mais tempo na Bolívia e quiser tirar uma carteira de motorista boliviana, pode fazê-lo. Você precisa enviar os requisitos e pagar a taxa correspondente para processar sua inscrição. Para solicitar uma licença boliviana, você deve ter pelo menos 18 anos; você deve ter residência legal na Bolívia e fornecer o endereço exato, pois eles precisam confirmar sua residência antes de prosseguir para o próximo processo.

Também pode ser útil se você apresentar sua Permissão de Motorista Internacional. Eles também podem precisar de um certificado de uma autoescola e de um atestado médico aprovado e credenciado pelo Servicio General de Identificación Personal (SEGIP) e do seu comprovante de depósito bancário do Banco Union. O processamento de tudo isso pode levar de 2 a 4 dias para que possam gerar sua licença boliviana.

Os principais destinos na Bolívia

Como alguns diriam, se você quer viagens fora da rede, então você tem que tentar explorar a Bolívia. Este país é rico em culturas multiétnicas, paisagens deslumbrantes e destinos repletos de aventura. Com transporte próprio e a liberdade de administrar seu tempo, explore e se maravilhe com as maravilhas deste país sul-americano. Comece sua aventura dirigindo pela Bolívia, prepare seu mapa e outros itens essenciais enquanto explora as maravilhas deste país sem litoral.

Uyuni-diego

Uyuni

Uyuni é a sua porta de entrada para as famosas salinas da Bolívia. Mas esta cidade na parte sudoeste do país oferece mais do que as maiores salinas do mundo; tem um vulcão, cemitério de trens e sítio arqueológico que passar alguns dias aqui nunca será uma perda de tempo. Uyuni também atua como uma porta de entrada para o comércio e o tráfego de entrada e saída da Bolívia para o Chile.

  1. Do Aeroporto Internacional Sucre Alcantari, continue até a Ruta 6.
  2. Siga para o norte.
  3. Na rotunda, siga pela 1.ª saída.
  4. Curva suave à esquerda em direção à Ruta 6.
  5. Continue em frente na Ruta 6.
  6. Vire à esquerda na Rota 5.
  7. Estrada com pedágio.
  8. Vire à esquerda na Avenue Prado San Clemente / Route 5.
  9. Na rotatória, pegue a 3ª saída.
  10. Continue na Gabriel René Moreno.
  11. Vire a esquerda.
  12. Vire à direita.
  13. Um pouco à esquerda.
  14. Vire à esquerda em direção à Rota 5.
  15. Vire à direita em direção à Rota 5.
  16. Vire à esquerda na Rota 5.
  17. Na rotunda, siga pela 1.ª saída e continue na Rota 5.
  18. Estrada com pedágio.
  19. Viagem ao Peru.
  20. Vire à direita.
  21. Em seguida, vire à direita na Sucre.
  22. Vire à esquerda na Perú.

Passe algum tempo no Salar de Uyuni, faça viagens paralelas a outros destinos históricos e explore a cidade de Uyuni. Anote as atividades que você pode realizar na cidade abaixo.

1. Ande de bicicleta dentro do Salar de Uyuni

É "onde o mar encontra o céu". A história diz que depois que um oceano interior pré-histórico secou, o sal depositado aqui deixou para trás cerca de 4.000 milhas quadradas do vasto deserto de sal branco. O local é considerado o lugar mais plano do mundo. A paisagem de sal branco brilhante assume a forma de um grande espelho e reflete o céu durante a estação das chuvas. Enquanto isso, o solo endurece durante a estação seca, então você pode dirigir pelas salinas até lugares que não são acessíveis durante a estação chuvosa.

2. Assista ao pôr do sol, ao nascer do sol e observe as estrelas dentro do Salar de Uyuni.

Quer você queira ver a lua com as estrelas ou as estrelas com a Via Láctea, não há razão para deixar de pernoitar no Salar de Uyuni. Uyuni se torna um planetário tridimensional que faz você se sentir como se estivesse flutuando no espaço sideral. A área das salinas cria uma variedade de cores deslumbrantes durante o nascer e o pôr do sol. Às vezes é rosa, azul, laranja, amarelo ou uma mistura de tudo.

3. Escale o Vulcão Tunupa

Demora cerca de três a quatro horas para atingir a marca de 15.000 pés do vulcão para aqueles em forma decente. É melhor participar de passeios, pois o vulcão geralmente contém picos cobertos de neve e requer experiência em montanhismo. Você verá uma visão diferente das salinas do vulcão. Ao longo de sua caminhada, visite a caverna das múmias. Um guia irá ajudá-lo a descobrir a cultura e os costumes das agora chamadas “múmias coquesa”.

4. Descubra a história do cemitério de trens

Em 1899, a cidade já serviu como um centro de distribuição de trens que transportavam minerais em seu caminho para os portos do Oceano Pacífico. Foi abandonado após dificuldades e tensões com os indígenas da região. Os trens e outros equipamentos enferrujaram e hoje servem como destino turístico. Você pode subir e ficar no topo desses trens para ver o interior do deserto boliviano ou torná-los um pano de fundo para suas fotos.

5. Confira Laguna Colorada

Esta lagoa fica dentro da Reserva Nacional de Fauna Andina Eduardo Avaroa. Conhecida como “Ninho dos Andes”, a Laguna Colorada abriga milhares de flamingos de diferentes espécies. Algumas aves como a “parina chica” param aqui antes de seguir viagem em direção ao norte. A forte água vermelha causada por algas não apenas nutre flamingos rosados, mas também acentua a beleza da lagoa.

Lago-Titicaca-Paul-Summers

Lago Titicaca

É considerado o maior lago da América do Sul e o lago navegável mais alto do mundo. O Lago Titicaca está localizado nos Andes, na fronteira da Bolívia com o Peru. Além das ilhas, onde se explora o dia a dia dos habitantes, o lago abriga mais de 530 espécies aquáticas, incluindo uma grande população de aves aquáticas.

  1. Do Aeroporto Internacional de El Alto, pegue a Av. de los Heroes, Av Pucarani, Calle 4, Franz Tamayo e Av 12 para Ruta Nacional 2.
  2. Vire à direita na Ruta Nacional 2.
  3. Estrada com pedágio.
  4. Pegue a balsa Ruta Nacional 2.
  5. Continue em frente para permanecer na Ruta Nacional 2.
  6. Pegue o Manuel Mejía até a Calle Pando.
  7. Vire à direita na Calle Murillo.
  8. Em seguida, vire à esquerda na Manuel Mejía.
  9. Vire à direita em direção à Calle Pando.
  10. Vire à direita na Calle Pando.

Você pode passear por ilhas em todas as ilhas habitadas do Lago Titicaca. Você pode visitar alguns destinos no continente Copacabana que serve como ponto de partida para o lago. Leia para saber mais sobre o que fazer e lugares para visitar no Lago Titicaca.

1. Conheça os indígenas da Isla del Sol.

Esta ilha é conhecida como a “Ilha do Sol”. A lenda diz que a ilha é o local de nascimento do Deus Sol e dos dois primeiros Incas do mundo. Isla del Sol foi continuamente habitada desde pelo menos 2.200 aC até o presente. Oitocentas famílias indígenas vivem em pequenas aldeias em toda a ilha. Enquanto as comodidades na ilha carecem de confortos modernos durante a noite, o nascer e o pôr do sol de tirar o fôlego compensam tudo isso.

2. Visite o Museo del Oro em Isla del Sol

Museo del Oro é um pequeno museu no lado norte da Isla del Sol. Antes de sair para a ilha, certifique-se de que seu passeio inclui o lado norte de Isla del Sol. Este museu em Challapampa guarda tesouros incas, cerâmicas antigas e alguns objetos de metal subaquáticos da ilha na última década. Você também pode ver aqui medalhões, vasos, queimadores de incenso com cara de puma e outros artefatos pré-incas.

3. Pernoite em um Eco-Lodge em Isla del Sol.

Aproveite a vista panorâmica do Lago Titicaca do La Estancia Eco Lodge. A área oferece 15 chalés ecológicos construídos com tijolos de barro, pedra e palha. Eles promovem o turismo sustentável na ilha com seu sistema de aquecimento solar passivo usado em cada pousada. Enquanto você estiver na área, embarque em várias atividades dentro e ao redor do chalé. Você pode visitar a estufa ou conhecer membros das comunidades locais.

4. Explore a Isla de la Luna

Outra ilha interessante que você precisa visitar no Lago Titicaca é a Isla de la Luna. Esta pequena ilha fica a leste de Isla del Sol. As lendas revelam que a ilha abriga as ruínas do Templo das Virgens. Enquanto explora as ruínas, você pode vagar pelas trilhas rochosas e se misturar com os pescadores. Cerca de 80 pessoas vivem na ilha. Conheça-os. Eles ficam felizes em se envolver com os turistas.

5. Faça uma viagem secundária para a cidade de Copacabana

Você pode desfrutar da vibração da cidade de Copacabana antes ou depois do seu passeio pela ilha no Lago Titicaca; é a sua escolha. Enquanto você estiver na cidade, visite o sítio arqueológico Horca del Inca. Estudos afirmam que pessoas anteriores ao Império Inca esculpiram as rochas no local para criar um observatório astronômico. Experimente como é a cidade indo até sua praça central e visite a basílica exclusivamente construída nas proximidades.

Sucre-WILLIAN REIS

Sucre

Sucre é uma das capitais da Bolívia. Se você gosta de arquitetura colonial, esta cidade é para você. Os espanhóis fundaram isso durante os anos 1500 e 16o século. Seu ambiente descontraído de cidade pequena e clima agradavelmente quente atraem os visitantes a ficar mais tempo do que o esperado. Também é famosa por obter vários nomes e seu apelido de "a cidade dos quatro nomes".

  1. Do Aeroporto Internacional Sucre Alcantari, continue até a Ruta 6.
  2. Continue em frente na Ruta 6.
  3. Estrada com pedágio.
  4. Continue para Manco Kapac / Ruta 6.
  5. Dirija até a Ruta 6.
  6. Vire à direita na segunda rua transversal para Manco Kapac / Ruta 6.
  7. Na rotatória, pegue a 3ª saída para a Ruta 6.

Quem não gostaria de visitar uma cidade declarada Patrimônio Mundial da UNESCO? Experimente a autêntica comida boliviana, arquitetura, museus, aventura cultural e ao ar livre nesta bela e tranquila cidade. Você pode listar o que você pode fazer em Sucre lendo abaixo.

1. Observe a vida da cidade na Plaza 25 de Mayo

Situa-se no coração do centro histórico de Sucre e centro de atividades; os visitantes não devem perder esta praça principal de Sucre. É uma das praças mais bonitas da Bolívia, cercada por prédios coloniais caiados de branco, enormes árvores frondosas, fontes e monumentos. Você pode descansar nos belos bancos dentro do parque ou se hospedar em cafés e restaurantes e ver a cidade se desenrolar diante de seus olhos.

2. Prove algumas salteñas

Procurando algo para comer durante o brunch? A salteña da Bolívia é a resposta aos seus desejos. Esta é a versão boliviana de empanada, famosa em toda a América do Sul. O recheio à base de carne da Salteña geralmente vem com um molho picante com azeitonas e batatas. El Patio Salteñeria em Sucre é uma das lojas mais procuradas que serve este lanche matinal. Certifique-se de visitá-la antes das 11h, pois é um best-seller para locais e estrangeiros.

3. Confira as pegadas de dinossauros no Parque Cretácico

Mais de 5.000 pegadas de dinossauros de 15 espécies diferentes cobrem uma parede gigante dentro deste parque. Se você quiser dar uma olhada mais de perto neste cenário legal, pode colocar um capacete e caminhar perto das gravuras. Se você quiser ver as pegadas, pode participar do tour das 11h com o "ônibus dinossauro". Enquanto estiver no parque, não perca a extensa seleção de modelos de dinossauros de fibra de vidro em tamanho real.

4. Obtenha uma vista panorâmica de Sucre de La Recoleta

Um dos melhores lugares para imaginar porque Sucre é famosa por ser a “Cidade Branca” da Bolívia. Você pode passar a tarde em um dos cafés aqui para ter a melhor vista da paisagem urbana de paredes brancas e telhado vermelho da cidade e do horizonte montanhoso além. Você pode ficar até o pôr do sol para ter uma perspectiva diferente e cores da cidade. Além disso, você também pode visitar o pátio de paralelepípedos e arcos da Plaza de Anzures e os mercados de artesanato próximos.

5. Marque algumas grandes descobertas nos mercados locais

O Mercado Central fica a apenas alguns quarteirões da Plaza 25 de Mayo, que oferece frutas, vegetais, carnes, ervas, pão, temperos e outros produtos de fornecedores locais calorosos e amigáveis. Outro mercado animado é o Mercado do Tarabuco, que abre aos domingos. A duas horas de carro de Sucre, indígenas de toda a região se reúnem em seus trajes tradicionais para vender uma variedade impressionante de tecidos, roupas e bugigangas artesanais.

Bolivian-Amazon-Manuel-Terceros

Amazônia boliviana

Você sabia que também pode visitar a Amazônia na Bolívia? Conhecida como a maior floresta tropical do mundo, cobrindo até 5,5 milhões de quilômetros quadrados, ela oferece uma flora e fauna raras. A selva amazônica se estende por nove países da América do Sul. Ao dirigir pela Bolívia, surpreenda-se com o reino animal e a impressionante variedade de plantas dentro da selva amazônica.

  1. Do aeroporto de Rurrenabaque, continue até a rota 16.
  2. Siga para o norte.
  3. Vire à direita.
  4. Curva acentuada à esquerda.
  5. Mantenha certo.
  6. Vire a esquerda.
  7. Vire à esquerda.
  8. Vire à direita.
  9. Então vire à esquerda.
  10. Vire à direita em direção à Rota 16.
  11. Dirija até a Rota 16.
  12. Vire à direita na primeira rua transversal para a Rota 16.
  13. Na rotunda, siga pela 1.ª saída e continue na Rota 16.
  14. O destino estará à direita.

Em vez de dirigir na Bolívia, testemunhar várias espécies do reino animal e espécies vegetais, você pode escolher entre fazer caminhadas ou andar de barco. Leia abaixo para saber mais sobre o que esperar de seu passeio pela vida selvagem.

1. Experimente o Pampas Tour

O passeio pelos pampas leva você aos pântanos. Você passará a maior parte do passeio em um barco enquanto explora a área. Você pode acampar à beira do rio e avistar mais animais selvagens, como macacos. Aqui você verá a maior parte da vida selvagem, como crocodilos e roedores gigantes capivara. Nadar com golfinhos, avistar crocodilos à noite, alimentar macacos-aranha e perseguir o nascer do sol sobre a floresta tropical são alguns dos destaques do passeio.

2. Vá para a Jungle Trek

Você pode ter uma experiência amazônica mais tradicional caminhando pela selva. A caminhada na selva é muito mais difícil do que um passeio nos pampas e, devido às árvores gigantes dentro da floresta, você poderá ver menos animais. No entanto, você verá um lado diferente da Amazônia - seu belo interior e aprenderá sobre as diferentes plantas e árvores que crescem aqui. Há acomodações dentro da selva, e desfrute da paz de estar no território amazônico.

3. Coma um pouco de pastelaria na Paris Panaderia

Se você tiver uma folga após sua viagem à Amazônia boliviana, passe por esta pequena padaria na cidade de Rurrenabaque. Eles servem doces franceses como croissants de chocolate e outras guloseimas, como brownies. Este é um lugar ideal para turistas e habitantes locais que desejam comer pão e outros doces.

4. Assistir ao pôr do sol sobre o rio Beni

Você pode fazer isso para encerrar seu dia na cidade depois de explorar a Amazônia boliviana. Onde quer que você esteja na cidade, esse local está sempre acessível. Este rio local é um dos melhores lugares para ver o pôr do sol sobre as colinas de Rurrenabaque. Ou você pode caminhar até o Mirador de la Cruz, que também oferece uma vista deslumbrante da cidade.

5. Participe da Feria Artesanal da cidade

Se você visitar Rurrenabaque no primeiro fim de semana de setembro, experimente este festival único na cidade. Esta feira de artesanato exibe barracas de artes e ofícios tradicionais produzidos localmente nas comunidades vizinhas e outros produtos locais, como mel e comida tradicional, como pão doce e bolos. A praça da cidade hospeda eventos de dança, música e conscientização conservacionista.

Obtenha sua Permissão Internacional para Dirigir em 2 horas

Aprovação instantânea

Válido por 1-3 anos

Transporte expresso mundial